27 de abr de 2013

Vai uma carne aí? ;)

Bom, o post de hoje é inspirado na conversa que tive hoje com a Ana (fundadora aqui do blog)...estávamos falando em comida e tal (como sempre) e surgiu a pergunta...tem churrasco na Argélia?? Olha...depende do que é churrasco no teu conceito kkkkk

se a tua concepção for esta


então a resposta é NÃO, não tem mas.......vamos pensar que alguém imaginou uma coisa assim


então nesse caso tem sim e muito...aliás tem em cada esquina rs.

Aqui quando vamos no açougue não precisamos nos dar ao trabalho de conhecer as carnes...picanha, coxão mole, patinho, alcatra etc olha que maravilha...você chega no açougue e pede a quantidade de carne que vc quer, o açougueiro te dá e você reza pra que seja uma carne pelo menos molinha e sem nervos rs
E também tem a questão de higiene...esquece tudo o que você conhece nesse aspecto e se joga afinal o que não mata engorda (risos infinitos)....dá um look no tipo de açougue que você vai encontrar


claro que isso não é uma regra...existem melhores, existem piores e isso muda de cidade pra cidade mas na grande maioria são assim mesmo. A carne mais barata aqui pasmem é a carne peru, é mais barato que o frango...no gosto não tem muita diferença tanto que no começo jurava que era peito de frango até minha cunhada me dizer que era peito de peru. A forma mais comum de encontrar são os famosos "bifinhos" do peito..coisa que no Brasil me lembro bem que é o olho da cara. Olha só..parece frango mas não é.



Outra coisa que também não é cara e que eu no Brasil nunca tinha comido é a linguiça de boi...no Brasil não sei se tem já que as comuns são de porco e de frango. Aqui como não existe carne de porco pra comercialização (pra quem come e gosta já fica a dica, pode esquecer o tal do porquinho se vier morar aqui). Até hoje não vi linguiça de frango aqui e comentei com a minha cunhada e ela disse que não conhece, mas a linguiça de boi é muito gostosa, recomendo (a aparencia não é das melhores mas o gosto é muito bom) :)

Claro que aqui na Argélia o povo tem a cultura diferente da nossa portanto vira e mexe aparecem alguns pratos bizarros diferentes tipo uns estômagos de animais variados, pés e outras partes menos comuns. Mas como nem tudo é ruim rs tem algumas iguarias daqui que eu já vi no mercado e que até hoje (graças a Deus) minha cunhada não fez como cabeça de carneiro, de camelo e cérebros variados...sim, tudo isso existe pra vender aqui




e aí vai encarar? rs

18 de abr de 2013

Morar na Argélia

Bom, primeiro de tudo me apresentando, me chamo Monica, tenho 27 anos, brasileira e muçulmana. Casada com um argelino desde nov/12 depois de 2 anos de relacionamento a distância. Aos poucos vou contando minha história, mas o post de hoje é dedicado exclusivamente a esse país que apesar de tudo a gente aprendeu a amar: Argélia.
Estou morando aqui na cidade de Constantine se Deus quiser temporariamente, esperando a boa vontade do pessoal de Brasília liberar o visto do meu marido. Digo "se Deus quiser" não porque eu não goste de morar aqui, não é isso mas é uma realidade diferente, o modelo de cidade é diferente, o clima é diferente, tem a questão da língua, até pra comprar alguma coisa no supermercado é difícil tendo em vista que ainda não entendi qual é a desse bendito dinheiro rs. No mais o país tem sim muitas dificuldades, falta de emprego, salários baixos (um salário considerado razoável aqui é em torno de 35.000 dinares, o equivalente e nem R$ 900,00), o aluguel por exemplo é caríssimo por isso muitas famílias moram juntas, só aumentando um andar na casa e assim vemos no primeiro piso o pai/mãe e filhos, no segundo andar o filho que casou e no terceiro um irmão do pai/mãe com a família. Um aluguel aqui de um apartamento pequeno estilo kitinete fica em torno de 10.000/15.000 dinares, ou seja 1/3 ou mais do salário, por esse motivo muitas mulheres também trabalham, pois o marido sozinho não dá conta das despesas.

A cidade de Constantine, é a terceira maior cidade da Argélia depois de Alger e Oran...é uma cidade histórica, ruas estreitas, imóveis antigos (alguns caindo aos pedaços mesmo ainda mais no centro da cidade), comporta a Faculdade Islâmica e outra faculdade que é procurada por estudantes de todas as regiões da Argélia (e que foi projetada pelo Niemeyer). Tem uma grande mesquita linda (onde fica a faculdade islâmica) e é conhecida como cidade das pontes (no centro da cidade tem umas 6 e mais uma sendo construída vejam só a segunda coincidência: por uma empresa brasileira a Andrade Gutierrez). No inverno é muito frio, com muita neve e dizem que no calor é simplesmente impossível de ficar no sol, o que eu estou começando a achar que é verdade porque ontem de tarde estava fazendo 35º e o calor nem começou ainda, acabamos de entrar na primavera.
Deixo vocês com algumas fotos de Constantine e nos próximos posts vou tentar falar mais sobre outras cidades que visitamos também. 


Mony =)